Publicado em Contos, Poesias, Sem categoria

Lugares secretos

Está tudo lá, nos desacordos das mensagens cinzentas
 
Em letras estudadas, acobertando sentimentos desbotados
 
Assim somos nós, quem nós não somos mais
 
Melhor não, porque o sim tem sido tão vago e
 
Estamos sonados, dormentes e ausentes
 
Somente raspando o ácido do fundo, feito abstinentes
 
E as imagens e as falas se tornaram o deus
 
Partido em pedaços menores e guardados em lugares secretos
 
Brumas e nuvens, para salvar nossos pecados e
 
Eu, agora, em princípios, meios e fins em que não chego
 
Porque meus dedos morenos estão exaustos
 
Dos múltiplos touch angústia
 
Porque só restou a tela fria
Anúncios

Autor:

Terapeuta floral, terapeuta homeopata, iniciada no ReiKi, nos códigos arcturianos, nos cristais, nas cores, no chacra do coração...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s